quarta-feira, julho 01, 2009

Esse hábito de sofrer que tanto me diverte

Fotomontagem: Maria Antonia Demasi



















Aquela Tonha lá
Que botou a cara pra apanhar
Agora sofre
Se retorce
Sem saber quando gritar.

Aquela Tonha lá
Que fica sem graça de falar
De noite rola na cama
Se retorce
Sem saber como se salvar.

Aquela Tonha cá
Que só queria se calar
Ficar quieta e sossegar
Agora se retorce
Sem saber
Sem saber
Sem saber.

10 comentários:

  1. Em mim, ás vezes o silêncio me sufoca. Boa quarta linda =]

    ResponderExcluir
  2. Querida Tonha, me permite um personal palpiter?

    o título é: Aquela Tonha lá!!! (sem as exclamações)

    Outro personal palpiter? Na verdade uma apropriação indébita, só para brincar com o ritmo do poema. Ai vai.

    Aquela Tonha lá
    botou a cara pra apanhar
    agora sofre se retorce
    sem saber o que gritar

    Aquela Tonha lá
    fica sem graça de falar
    na cama rola se retorce
    como pode se salvar?

    Essa Tonha cá
    Só queria se calar
    quieta, sossegar
    mas agora se retorce
    sem saber sem saber
    sem saber...

    se me excedi, me perdoe! beijo

    ResponderExcluir
  3. Tonha querida, eu quero dizer pra você uma frase que nem é minha mas que cabe pra algumas pessoas, você entre elas: "se você não existisse precisava inventar". Bj

    ResponderExcluir
  4. Amiga, a cada dia, vc me surpreende mais!!!!!
    Beijosssss
    sonia.

    ResponderExcluir
  5. Tonha,
    amei.
    Mas a Tonha cá, sabe muito bem quando gritar!
    E com certeza, e muito bem, sabe o que a pode salvar.

    ResponderExcluir
  6. Que lindo!!!
    Que "sacação" de si!!
    Mas por que é sempre na suposta dor que temos um encontro com a gente mesmo?

    ResponderExcluir
  7. Adorei o programa de ontem!!! Boa semana. Beijos, Gabriella.

    ResponderExcluir
  8. só li agora e achei doído. é divertido sofrer, frida? isso passa, logo vc se livra. não tem essa de se salvar, vc tá completamente salva e sabe quem e o quê não estão. só esperar a hora de saltar. bjs

    ResponderExcluir
  9. Aquela Tonha lá
    com muita graça ao falar
    mesmo sem saber rimar
    chamava Amilar de militar

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...