sexta-feira, maio 21, 2010

Arrazoado

Foto: Maria Antonia Demasi

Ser razoável, não dói.
Se você conseguir não se lembrar que está sendo razoável, melhor ainda. Ser razoável atrai simpatia e elogios velados ao seu contido estar.
Sendo razoável o tempo passa mais depressa e assim consigo desviar do paralelepípedo que insiste em mirar minha cabeça.
Sendo razoável posso rabiscar meu dia com lápis tão macios quanto a maldita sensação de ter sido razoável.
E quando o lápis virar toco e o dia virar noite, volto para o meu ser nada razoável.
Volto para mim.

2 comentários:

  1. Olá... passando para por a leitura em dia.

    Ser razoável... está cada dia mais difícil, né?
    Parabéns pelo texto... adorei!

    Beijos e ótima semana pra vc.

    ResponderExcluir
  2. Ainda bem que por fim voltou pra vc, para o seu ser nada razoável.... prefiro assim! Bjo Gabriela

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...